Frete Grátis
Nas compras acima de R$ 200,00

Tipos de Funghi; um para cada paladar

2017-03-25 21:41:55
Categorias: Produtos

Ricos em fibras e vitaminas, os cogumelos são também livres de gordura e sem colesterol. Eles são populares em todo o mundo devido à sua versatilidade, bem como sua textura e características que lembram a carne. No entanto a variedade disponível na prateleira dos mercados pode causar dúvidas sobre qual espécie escolher. Para ajudá-lo a não errar na receita, selecionamos alguns dos tipos mais populares, suas características e sabores.

Shitake

Em japonês, a palavra shiitake significa “fungo do carvalho”, em uma alusão ao local onde este cogumelo pode ser encontrado na natureza. Atualmente, a maior parte da produção de shitake é de cativeiro. Tem um gosto amadeirado e é mais apetitoso quando cozido. Sua consistência esponjosa absorve bem as características de outros ingredientes, o que faz deste cogumelo uma boa opção para receitas encorpadas, como molhos e risotos.

Disponível fresco ou desidratado, eles também funcionam bem em frituras, visto que seu sabor não se perde. Suas hastes são duras e por isso não são consumidas, retirando-se a cabeça do cogumelo antes da cocção. Mas se você quer acentuar ainda mais o sabor do shitake, use as hastes no preparo dos molhos antes de descartá-las. Ele ainda é considerado um poderoso afrodisíaco.

Shimeji

Também chamado de cogumelo ostra, ele é aveludado e em forma de trombeta, tendo hastes com tonalidade marrom delicado, cinza ou tampas avermelhadas com hastes cinza-brancas. Possuem sabor picante que se torna muito leve quando cozido.

Aliás, este funghi é bastante resistente ao cozimento, e fica com gosto mais intenso se salteado na manteiga (com ou sem shoyu). São encontrados em muitos pratos japoneses e chineses, como sopas e frituras.

Porcini

O mais procurado e apreciado dos cogumelos, o porcini origina o popular funghi secchi. Com cores ligeiramente marrom-avermelhadas, ganhou o paladar de praticamente todo o mundo por sua textura suave e aromática, de sabor amadeirado.

Possui base mais grossa, parecendo um tronco, e seu chapéu é mais largo. Eles são populares na Itália, assim como na França. Porcini frescos não são tão fáceis de localizar, mas os secos são facilmente reconstituídos por imersão em água quente, além de terem aroma e sabor acentuado. Ficam deliciosos em molhos, risotos e sopas.

Champignon

É o tipo mais comum e variam entre os pequenos, que são colhidos jovens, e os grandes, que podem ser recheados e assados. Também chamado de cogumelo Paris, sua cor pode variar do branco ao castanho, a textura é firme e o sabor é delicado. Por ser menos intenso que seus parentes mais exóticos, pode ser consumido cru ou cozido, e fica bem em sopas, saladas e pizzas.

Portobello

Preferido dos franceses, é a versão mais madura do cogumelo Paris. Possui textura mais firme – lembra um bife –, sendo uma boa opção para usar na grelha ou na brasa. Fica muito bem recheado com ervas, azeite e queijos fortes, como brie. Por sua consistência semelhante à da carne, este cogumelo é usado em hambúrgueres veganos. Assim como o funghi secchi, o portobello é comum na cozinha italiana, onde empresta profundidade e densidade a molhos e massas. Também pode ser diretamente grelhado.

Fontes:

http://claudia.abril.com.br/gastronomia/8-tipos-de-cogumelos-disponiveis-no-pais-3/

http://www.conquistesuavida.com.br/noticia/cogumelos-comestiveis-conheca-os-6-tipos-mais-saudaveis-para-sua-alimentacao_a4790/1

https://estilovegan.com.br/cogumelos-comestiveis-quais-diferencas-entre-eles/

http://www.confrariadoschefs.com/2011/11/tipos-de-cogumelos.html

Compartilhar