Ser fitness ou ser saudável? Entenda as diferenças

2018-06-17 08:00:51
Categorias: Dicas

Depois de alguns exageros no final de semana, você decide que segunda-feira vai mudar seus hábitos. Promete se matricular na academia e começar uma dieta para perder aqueles quilinhos extras e voltar a entrar nas roupas do último ano. Para isso, você recorre à internet e se depara com duas possibilidades: ser fitness ou ser saudável.

Mas antes de começarmos, é preciso que você saiba que, neste post, quando falamos em “ser saudável” estamos nos referindo a uma alimentação funcional. Com isso em mente, existem grandes diferenças entre as duas alternativas acima. E é isso que vamos explicar para você no decorrer deste texto. Acompanhe!        

Existe diferença entre a alimentação fitness e a funcional?

Ambas prezam pelo consumo de alimentos naturais, rechaçando industrializados para evitar químicos que podem prejudicar a saúde. No entanto, o objetivo de cada dieta é diferente e, por conta disso, as comidas também são.

Quem quer ser fitness vai optar por alimentos com nutrientes que favoreçam a recuperação e o desenvolvimento dos músculos. Normalmente, os adeptos dessa dieta são pessoas que praticam atividades físicas e que buscam definir a musculatura do corpo. Esse tipo de dieta alia produtos saudáveis com alguns ingredientes fundamentais para a massa muscular.

Já aqueles que querem manter o organismo funcionando a todo vapor e evitar doenças costumam seguir os princípios da alimentação funcional. Isso porque no hall de comidas estão aquelas que apresentam nutrientes e substâncias que fazem bem ao organismo, previnem contra o envelhecimento e contra problemas de saúde.

Em outras palavras, enquanto a alimentação fitness tem um foco estético, a funcional — como o próprio nome sugere — visa fazer o corpo “funcionar” corretamente.

O que faz parte da alimentação fitness?

Se você quer ganhar músculos, há uma série de ingredientes que você pode levar ao prato, como:

Ovo

Esqueça a guerra entre a clara e a gema: ambas são fundamentais para o desenvolvimento muscular. A clara possui um aminoácido de fácil absorção. Inclusive este nutriente está entre os nutrientes do Whey Protein. Já a gema é repleta de gorduras boas, como ômega 3. Essas gorduras combatem o processo inflamatório que ocorre durante a prática de atividades físicas. Logo, consumi-las facilita a recuperação muscular.

Frango com batata doce

Com certeza você já ouviu falar nessa combinação, e não é à toa. Enquanto o peito de frango possui baixo teor de gordura e alta concentração proteica, a batata doce é altamente nutritiva, fornecendo energia, fibras, vitaminas e minerais ao corpo.

O sucesso dessa dobradinha se dá porque a ave, dada suas características nutricionais, é uma das melhores opções para quem quer perder gordura e ganhar músculos. Já o tubérculo é um carboidrato complexo, sendo diferido lentamente pelo organismo.

Oleaginosas

Castanhas, amêndoas, nozes e amendoim são exemplos de oleaginosas. Elas são fontes de proteínas e de gorduras que o nosso organismo não produz, mas que são essenciais. Não bastasse, elas são fontes de vitaminas do complexo B, que aumentam a disposição para treinos, e de minerais, que atuam no transporte do oxigênio para os músculos.

E os alimentos funcionais, quais são?

A lista é extensa, mas entre eles podemos citar:

Alho

Um dos temperos favoritos dos brasileiros traz uma série de benefícios à saúde, inclusive prevenindo contra alguns tipos de câncer. O alho diminui o colesterol, inibe o apetite, estimula o sistema nervoso e acelera o metabolismo. Além disso, o alimento evita doenças cardíacas, diminui a hipertensão, combate a gripe e fortalece o sistema imunológico como um todo.

Aveia

O cereal é cheio de fibras, minerais e vitaminas, além de ser uma boa fonte de proteínas vegetais. A aveia favorece o funcionamento do intestino, controla os níveis de açúcar no sangue, ajuda na digestão e fornece energia para o corpo. Ela também entra na lista dos alimentos fitness.

Maçã

Essa fruta rica em vitaminas e minerais ajuda a acelerar o metabolismo, pois sua casca possui uma fibra que torna a digestão mais lenta e mantém a saciedade por mais tempo. A maçã ajuda a controlar a diabetes e o colesterol, reduz o risco de AVC, combate o envelhecimento precoce e fortalece o coração. 

Entendeu as diferenças entre ser fitness ou ser saudável? Agora resta apenas definir um objetivo para que você escolha uma estratégia alimentar adequada. E não se esqueça: opte sempre por alimentos naturais para aproveitar ao máximo os benefícios deles.

Siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de todas as nossas novidades! Estamos presentes no Facebook e no Instagram!

Posts Relacionados

Compartilhar