SAC 0800 041 3600 Televendas (41) 3579-8080

Região da Sicilia

25-03-2017 20:11:14
Categorias: Regiões

Região da Sicilia

Terra de povo acolhedor e simpático, a Sicilia é a região menos italiana da Itália.

Com uma grandiosa mistura de etnias – durante anos a ilha foi invadida por romanos, gregos, cartagineses, espanhóis, normandos e árabes – e tradições, os nativos de lá se dizem antes sicilianos e depois italianos.

sicilia_lavioletera

Muitos são os motivos para conhecer o “eterno jardim Mediterrâneo” e, ao lado da riqueza cultural, se destaca a variedade gastronômica.

É de lá, aliás, as raízes do macarrão tradicional (não a versão com arroz, desenvolvida pelos chineses), cujo primeiro registro é de 1154, feito pelo geógrafo árabe Idrisi como sendo um alimento muito comum nesta ilha.

sicilia_lavioletera

Com pratos simples, mas variados, a cozinha siciliana tem um pé na gastronomia mediterrânea, e valoriza produtos genuínos, naturais e de alta qualidade.

Sofrendo influências de muitos povos, a cozinha siciliana utiliza ingredientes como canela, noz-moscada, açúcar, frutas cítricas, melões, açafrão, pimenta, damascos, tomate e bons vinhos, sem esquecer as massas típicas da região e do queijo ragusano.

Apesar da variedade de itens que a compõem, a gastronomia desta região despreza molhos e temperos que “disfarcem” o sabor natural da comida.

Com paisagens que vão muito além das praias de águas cristalinas, a região conta com áreas urbanas e rurais, vulcão, lava petrificada, cenários de montanha, sítios arqueológicos, grandes cidades, burgos, vilarejos e cidadezinhas que são verdadeiras joias arquitetônicas. Confira abaixo alguns lugares imperdíveis na ilha.

Palermo

Capital da Sicilia, é uma cidade de contrastes: de um lado o trânsito caótico tão presente nos grandes centros urbanos e do outro uma herança cultural que reúne 50 palácios e 80 igrejas.

A cidade é conhecida como a capital italiana da comida de rua, por isso não deixe de saborear as guloseimas encontradas nas esquinas de Palermo.

Os pontos imperdíveis da capital siciliana são o Palácio Real e a Capela Palatina, o coloridíssimo mercado de Ballarò, a Catedral, os Quattro Canti (uma das esquinas mais lindas desse mundo), o Teatro Massimo, a Villa Giulia, o bairro da Kalsa.

Um pouco mais afastado do centro, fica também a Monreale com sua catedral normanda, considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

sicilia_lavioletera

Agrigento

Definida como “a mais bela cidade dos mortais”, Agrigento abriga o Vale dos Templos (maior parque arqueológico do mundo), cujos monumentos gregos estão mais bem conservados que na própria Grécia.

Além do Vale, o conjunto de alvas falésias Scala dei Turchi contrasta lindamente com o azul do céu e do mar, formando uma paisagem de tirar o fôlego.

sicilia_lavioletera

Siracusa

Assim como Agrigento, ainda conserva vestígios do domínio grego, época em que foi uma das cidades mais importantes do Mediterrâneo.

O maior charme de Siracusa fica na ilhota de Ortigia, com um centro histórico lindo e romântico.

Sua catedral, com colunas originalmente gregas incorporadas à construção, merece a visita, bem como o templo de Apolo, o Castelo Maniace, e o pitoresco mercado.

No Parque Arqueológico de Neapolis os visitantes se deparam com um teatro grego e com o chamado “Ouvido de Dionísio”, uma caverna muito curiosa.

sicilia_lavioletera

Noto

Considerada a capital do barroco siciliano, ao pôr do sol Noto se transforma em um jardim de pedra dourada, quando a incidência dos raios nas obras arquitetônicas emite uma luz digna de magia.

NaVia Vittorio Emanuele estão os principais edifícios barrocos, a catedral e os melhores cafés. A cidade pode ser admirada do alto, no terraço da igreja de San Carlo e nas sacadas – que mais parecem obras de arte – da Via Nicolaci. Termine sua visita degustando doces típicos, como a granuta, no Caffè Sicilia.

sicilia_lavioletera

Ragusa

É outra belíssima pérola barroca da Sicilia. Mas também é o paraíso para os amantes de queijos e vinhos, os principais produtos gastronômicos desta região.

Na cidade antiga os transeuntes se deparam com a Piazza Duomo, a Catedral de San Giorgio e os palácios barrocos.

Também são imperdíveis a Via Solarino, a igreja de Santa Maria delle Scale, o Giardino Ibleo. Com um pouco mais de tempo por lá, vale a pena visitar o Castelo de Donnafugata.

sicilia_lavioletera

Cefalú

É uma das localidades litorâneas mais visitadas da Sicilia, graças ao mar cristalino e às praias de areia fina.

Mas a cidade também fascina quem não quer só sombra e água fresca. Sua catedral foi recentemente tombada pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade.

Outros lugares interessantes são a Piazza Duomo, o museu Mandralisca, o antigo lavadouro medieval e a escale a Rocca, um rochedo enorme de onde é possível admirar a vista da cidade.

sicilia_lavioletera

Vulcão Etna

É o mais alto da Europa e um dos mais altos do mundo, mas a sua altura pode variar devido às frequentes erupções – é um dos mais ativos vulcões da Terra e está praticamente em constante erupção.

Ocasionalmente pode ser bastante destrutivo, mas, normalmente, as erupções não oferecem grandes riscos à população, que vive nas localidades próximas.

sicilia_lavioletera

Catania

É a cidade mais ligada ao Etna e muitas das suas construções foram feitas com a lava negra do vulcão.

Sua proximidade ao vulcão fez com que fosse destruída muitas vezes – a maior parte de seu contorno atual pertence ao século XVIII, quando ruas mais largas e construções baixas foram feitas para evitar efeitos de terremotos e diminuir as consequências de uma erupção.

Além do Etna, Catania encanta pelo Mercato della Pescheria, na Via Garibaldi, especialmente animado de manhã, o Teatro Romano, com capacidade original para 7000 pessoas, e o Castello Ursin.

sicilia_lavioletera

Fontes:

http://siciliagastronomiaunisinos.blogspot.com.br/2013/11/a-culinaria-siciliana-pratos-tipicos.html

http://www.qualviagem.com.br/10-cidades-encantadoras-para-voce-visitar-na-sicilia/

http://www.aproximaviagem.pt/n10/08_sicilia.html

http://descobrindoasicilia.com/2014/07/10-motivos-para-incluir-a-sicilia-na-sua-viagem-a-italia/

http://www.megacurioso.com.br/bizarro/36446-mama-mia-nao-foram-os-italianos-que-inventaram-o-macarrao-.htm

Posts Relacionados

Compartilhar

Desenvolvido por Bruc Internet