Não sabe o que são nem para que servem as tâmaras? Descubra agora!

2017-11-06 13:53:34
Categorias: Produtos , Receitas

Um produto saudável, com diversas utilidades dentro da cozinha e que carrega muitas histórias e mitos, a tâmara vem ganhando destaque nos últimos tempos pelas suas inúmeras qualidades. Mas você conhece esse pequeno fruto? Pequena, doce e fibrosa, a tâmara é cultivada há milênios e sua origem é desconhecida, mas estima-se que seja do deserto do norte da África.

Grande ingrediente para a utilização gastronômica e nutricional, na La Violetera elas são importadas diretamente da Tunísia — um dos principais produtores dessa fruta no mundo. Quer saber mais sobre a tâmara, suas propriedades e aplicações? Acompanhe este post!

Quais são os benefícios da tâmara para a saúde?

Excelentes fontes de vitaminas, potássio, cobre, fibras, proteínas e diversos outros nutrientes, as tâmaras ajudam a combater a anemia, a regular o intestino e a fortalecer os ossos. Além disso, seus açúcares são vagarosamente metabolizados pelo organismo humano, fornecendo energia para a prática de atividades físicas.

A fruta ainda atua no controle da pressão arterial, tem ação antioxidante e anti-inflamatória. Para quem sofre com espinhas em excesso, mais uma boa notícia: as tâmaras têm altos índices de vitamina A, ajudando a combater a acne.

E na gastronomia, como utilizá-la?

 De acordo com o consultor gastronômico da La Violetera, Aaron Phillipe, a tâmara pode compor uma infinidade de pratos. “Elas podem ser usadas em saladas, dando um toque adocicado. É possível acrescentá-las a massas e risotos, já que harmonizam muito bem com queijos fortes, como o roquefort ou gorgonzola. Também são incríveis para sobremesas, já que são naturalmente muito doces e podem diminuir o açúcar na receita”, explica.

Em relação às questões sensoriais, a tâmara possui textura macia, sabor particular e dulçor elevado, podendo ser consumidas in natura sem problemas. No entanto, ela conquistou o mundo em sua forma seca, sendo recomendada por muitos nutricionistas para substituir o açúcar.

As receitas são diversas, sendo as mais comuns os bolos (apenas de tâmaras ou combinados com chocolate e outras frutas, como pera, amêndoas e coco) e docinhos (bombom, brownie e brigadeiro).

Mas, se você é fã do agridoce pode adicioná-la a preparações salgadas. Mais tradicionalmente, ela está presente no peru de Natal ao lado dos pêssegos e rodelas de abacaxi. Se você é um cozinheiro que gosta de ousar, incorpore o ingrediente em receitas com queijos intensos, pois o salgado dos derivados de leite contrasta perfeitamente com a doçura da fruta.

Risoto de gorgonzola com tâmara                

Ingredientes

  • 2 colheres (sopa) de azeite ou 1 colher (sopa) de manteiga;
  • ⅓ xícara de cebola bem picada (quanto menor, melhor);
  • 2 xícaras de arroz para risoto (arborio ou carnaroli);
  • 6 xícaras de água quente (ou fundo de legumes);
  • ⅓ xícara de parmesão ralado finamente;
  • 2 colheres de chá de manteiga gelada;
  • 200g de gorgonzola picado;
  • tâmaras grandes;
  • 1 copo americano de vinho branco seco;
  • sal e pimenta-do-reino a gosto

Preparo

Em uma panela, aqueça o azeite ou a manteiga e refogue a cebola em fogo baixo até que fique transparente. Acrescente o arroz, aumente um pouco o fogo e refogue por 1 a 2 minutos. Adicione o vinho e mexa até evaporar o álcool.

Comece a acrescentar a água aos poucos, concha por concha, e mexa constantemente. Sempre que água secar, adicione mais uma concha e não pare de mexer. Repita o procedimento até que o arroz esteja no ponto desejado (o ideal é que fique al dente).

Retire a panela do fogo e acrescente o parmesão, misturando-o com o arroz até que derreta. Adicione a manteiga gelada e incorpore-a ao risoto. Adicione o gorgonzola e as tâmaras picados e misture bem com o restante da receita. Antes de servir, deixe o risoto tampado por 2 minutos. Isso fará com os aromas incorporem bem. Finalize o empratamento com um fio de azeite sobre o risoto.

 Quais são os mitos acerca da fruta?

A tâmara possui uma história repleta de lendas, já que é consumida há milhares de anos pelos seres humanos. “Uma das mais famosas é um ditado árabe que diz que quem planta tâmaras, não colhe tâmaras”, conta Phillipe. Isso porque, segundo relatos, uma tamareira demoraria, antigamente, até 100 anos para fornecer frutos. Se é verdade, não há como precisar. Mas atualmente a planta gera as frutas em, no máximo, 5 anos.

Outra lenda famosa sobre a tâmara tem origem egípcia. Considerada sagrada e mágica na terra dos faraós, no Egito Antigo sua folha era o símbolo do deus Heh, que representava a eternidade. Mais tarde, a fruta passou a ser associada à fecundidade, fertilidade e vitória. Hoje, há quem diga que o ingrediente tem propriedades afrodisíacas.

E então, o que você achou das tâmaras? Ficou curioso para experimentá-las e elaborar algum prato com elas? Permaneça no blog e confira nossa receita de bolo de tâmaras para um café da tarde delicioso!

Posts Relacionados

Comentar

Compartilhar