A importância dos nutrientes para o corpo

2018-07-13 08:00:00
Categorias: Dicas

Imagine a seguinte cena: você está em um encontro de amigos e, de repente, o
assunto é alimentação. Alguém fala que precisa perder uns quilinhos e, para isso, não
está mais consumindo carboidratos. Outro colega sugere focar apenas nos alimentos
proteicos, enquanto uma terceira pessoa aconselha comer gorduras boas.

Agora perceba a variedade de substâncias citadas nesse bate-papo. Será que você
conhece realmente todas elas e sabe para que elas sevem? Afinal, se você pretende
cuidar da sua saúde, entender o que cada uma delas faz é uma boa ideia.

Acompanhe o post até o final e descubra a importância dos nutrientes para o corpo, qual a função
deles e como eles atuam em seu organismo!

Leia também:

Carboidratos

Chamados genericamente de açúcares, esses nutrientes são responsáveis por
fornecer energia ao organismo. Além da função energética, eles regulam o
metabolismo proteico, impedindo que as proteínas sejam usadas como fonte de
energia.

Eles também são fundamentais para a saúde do sistema nervoso central,
uma vez que o cérebro precisa de glicose para funcionar.

Apesar de mais calóricos que outras substâncias, os carboidratos não são,
necessariamente, os vilões das dietas. Mas para não comprometer a balança você
deve saber escolher entre esses 2 tipos:

1. Carboidratos simples

São formados por estruturas químicas pequenas que, em virtude do tamanho, são
facilmente digeridas e absorvidas, aumentando os níveis de glicose no sangue.

Eles podem ser utilizados imediatamente como energia ou serem estocados (na forma de
gordura) para utilização posterior. Estão presentes nos doces, no mel, no arroz e nas
massas refinadas, por exemplo.

2. Carboidratos complexos

São uma cadeia longa formada por várias estruturas de carboidratos, normalmente
associados a fibras. Isso faz com que a digestão seja mais lenta e absorção gradual
do nutriente garante energia por mais tempo sem causar alterações significativas na
glicemia.

Eles também podem ser armazenados ou utilizados imediatamente, e estão presentes em grãos e farinhas integrais.

Proteínas

As proteínas são macromoléculas de aminoácidos e compõem mais da metade do
peso seco das células.

Elas participam de praticamente todos os processos biológicos do corpo humano, como construir tecidos, transportar substâncias (como o oxigênio), combater vírus, bactérias e outros agentes estranhos, regular hormônios e catalisar as reações químicas.

No entanto, é preciso ter certo cuidado com seu consumo, pois o excesso de proteína
pode prejudicar os rins, o fígado e os ossos.

São fontes de proteínas os alimentos de origem animal, como carnes brancas e vermelhas, frutos do mar e ovos, e alguns vegetais, grão-de-bico, quinoa, feijão, aveia e lentilha.

Fibras

Esses elementos fazem parte da estrutura dos vegetais. Apesar de não serem
absorvidas pelo organismo — elas passam intactas pelo aparelho digestivo — elas
são extremamente importantes para o funcionamento do intestino. Elas são divididas
em 2 tipos:

1. Fibras solúveis

Possuem a capacidade de serem dissolvidas em água, formando uma espécie de gel
no trato digestório. Elas reduzem o colesterol e diminuem os níveis de glicose no
sangue. Aveia, lentilha, soja, cenoura, frutas cítricas, maçã e mandioca são ricos em
fibras solúveis.

2. Fibras insolúveis

Como você pode imaginar, elas não se diluem em água. As fibras insolúveis atuam no
bom funcionamento do intestino, pois colaboram com a composição do bolo fecal, com
os movimentos peristálticos e com a evacuação.

Podem ser encontradas em alimentos como feijão, abóbora, verduras folhosas e cereais inteiros.

Gorduras

Elas podem ser de origem animal ou vegetal e são formadas por triacilgliceróis. Você
pode até achar que não, mas esses nutrientes são importantes para o corpo. As
gorduras atuam no transporte de substâncias como as vitaminas A, D, K e E e de
ácidos graxos essenciais. Podemos dividir as gorduras em:

1. Saturada

É o tipo de gordura que você deve evitar. Ela aumenta o colesterol ruim e se acumula
nos vasos sanguíneos, aumentando os riscos de problemas coronários.

Está presente alimentos como carnes vermelhas, bacon, leite, queijos e produtos industrializados,
como lasanhas congeladas, bolachas recheadas e hambúrgueres.

2. Insaturada

Ela controla o colesterol como um todo e reduz o acúmulo de lipídios nas veias e nas
artérias. As gorduras poli-insaturadas, monoinsaturadas, ômega 3 e ômega 6 são tipos
de gorduras insaturadas.

Pode ser encontrada no azeite de oliva, em peixes como
salmão, atum e arenque, em castanhas, nozes, amêndoas, linhaça, chia e abacate.

Vitaminas

Elas são agentes catalisadores das reações químicas que acontecem no organismo,
importantes no processo de metabolismo de carboidratos, proteínas e lipídios.

Embora sejam vitais para a saúde, o corpo humano não as produz em quantidade suficiente,
tornando necessária a ingestão de vitaminas diariamente.

Elas podem ser lipossolúveis (se dissolvem em gordura), como a A, D, K e E, ou hidrossolúveis
(capazes de se diluir em água), como a vitamina C e as do complexo B.

Minerais

Esses nutrientes são inorgânicos, ou seja, não são produzidos por nenhum animal.
Mas apesar disso, essas substâncias desempenham funções vitais, como:

  • condução de impulsos nervosos;
  • atividade e manutenção celular;
  • controle do equilíbrio ácido-base;
  • contração muscular;
  • realização de processos metabólicos;
  • formação de dentes, unhas e ossos.

Entre os minerais, podemos citar o ferro, cálcio, fósforo, magnésio, manganês, zinco e
potássio. Os minerais estão em diversos alimentos, como leite, brócolis, ovos, salmão,
espinafre, abacaxi, batata-doce, banana, tomate, cenoura entre outros.

Conhecendo a importância dos nutrientes para o corpo você poderá determinar com
mais segurança qual a melhor maneira de se alimentar sem prejudicar a saúde.

Lembre-se de que qualquer mudança no cardápio deve ser acompanhada por um
profissional capaz de orientá-lo, evitando quaisquer danos ao organismo.

Acompanhe-nos no Facebook e confira mais conteúdos sobre saúde e bem estar!

Posts Relacionados

Comentar

Compartilhar