Azeite Monovarietal, você sabe o que é? Conheça e supreenda-se.

2017-06-13 14:15:40
Categorias: Produtos

Saudável e delicioso, o azeite de oliva é presença quase unânime nas dispensas brasileiras. São diversas marcas, níveis de acidez e tipos, dos quais o extra virgem está entre os mais apreciados. Mas você sabia que, entre eles, há o azeite extra virgem monovarietal?

Feito com apenas uma variedade de azeitona, este produto, além de apresentar qualidade superior, aumenta as possibilidades de harmonização.

Para aproveitar ao máximo as características dos azeites monovarietais, no entanto, é preciso saber direcionar os seus sabores dos óleos para combinar corretamente com os pratos.

Pois da mesma forma que ele pode destacar a receita, pode mitigar as características palatares se não for bem aproveitado.

Para evitar erros e elevar o sabor dos seus preparos, confira as características e as ficas de harmonização para estes tipos de azeite.

Escolhendo azeites monovarietais

Por serem feitos com apenas um tipo de azeitona, este produto apresenta as peculiaridades das olivas que os deram origem. Portanto a primeira coisa que você precisa verificar é qual variedade foi utilizada.

Azeites produzidos com a arbequina, por exemplo, herdam sua baixa pungência e suavidade. Já a azeitona manzanilla, por ser mais marcante, dá origem a um azeite cuja intensidade é maior que da própria oliva.

Segundo nosso consultor gastronômico, Aaron Phillipe da Silva, outros fatores também interferem no sabor dos monovarietais. O local, o clima e a terra – fatores chamados de terroir – influenciam no produto final. Um mesmo fruto plantado na Argentina e plantado na Espanha terão características distintas entre si.

É para aproveitar os fatores terroir que a La Violetera trabalha com os azeites monovarietais Manzanilla e Hojiblanca da Andaluzia, na Espanha, e com o Arbequina oriundo da Arbeca, na Catalunha.

http://www.lavioletera.com.br/extra-virgem/49-azeite-de-oliva-extra-virgem-hojiblanca-500ml

Conheça as diferenças entre eles

A manzanilla, fruto pequeno de polpa macia, é a variedade de oliva mais difundida do mundo. Seu sabor possuigrande presença de notas verdes. Já a oliva hojiblanca varia do frescor das ervas à presença de notas doces e sabores mais picantes e amendoados.

Por fim, a arbequina tem sabores equilibrados. Quando imaturas, tem notas mais verdes e picantes. Quando amadurece (azeitona preta) é adocicada e com maior proeminência de notas frutadas.

Aprenda a harmonizá-los

Enquanto algumas variedades de azeite ficam melhores cruas, outrassão mais saborosas quando aquecidas, desde que respeitado o ponto de fumaça. A escala de harmonização acompanha o prato que será servido. Preparos suaves, como legumes salteados, por exemplo, pedem um azeite suave, que destaquem o sabor da receita. O mesmo acontece com comidas mais intensas, como a carne de caça, que ficará melhor se acompanhada de um azeite também intenso.

Com isso em mente, utilize o azeite monovarietal Abequina para acompanhar legumes e pratos delicados. É ideal para uso cru, por isso evite aquecê-lo. Segundo o consultor gastronômico, este azeite vai bem comaioli, balanceando a pungência do alho com seu sabor adocicado. Também é uma boa opção para finalizar saladas ou molhos para salada, com mostarda e um toque de balsâmico.

Já a presença de diversas notas no azeite Hojiblanca o torna mais versátil, podendo ser usado cru ou aquecido. Esta variedade harmoniza com massas, molhos, com carnes suaves e peixes como o bacalhau e o salmão. Uma sugestão do consultor é usá-lo em uma caponata de berinjelas com tomates cerejaeem um bacalhau ao molho pilpil.

Com notas picantes e de sabor intenso, o azeite Manzanilla é perfeito para preparos fortes, como carnes de caça e pratos mais gordurosos, ou para trazer mais picância as receitas. Teste este azeite com um belo cordeiro aromatizado com ervas, ou prepare batatas rústicas com Manzanilla e páprica picante. Sua imponência e qualidade também o torna ideal para o molho chimichurri.

Ouse e coloque-os em drinks

Por mais que a cultura de adicionar azeite às bebidas não seja muito difundida no Brasil, eles podem adicionar novos sabores e texturas a drinks e shots. Um dos grandes diferenciais dessa mistura é o visual, visto que o óleo pode deixar a bebida mais turva quando incorporado ao líquido ou criar uma camada superficial.

A dica para harmonizar é entender o sabor do azeite e saber o que se espera do drink. A combinação pode ser feita por semelhança ou por disparidade: em bebidas fortes, por exemplo, pode-se acrescentar o azeite Arbequina, que trará notas adocicadas e suavidade ou o Manzanilla para incrementar a pungência dar mais picância.

Assim como acontece com a maioria dos alimentos, o uso ideal dos azeites monovarietais vai depender do objetivo desejado, e conhecer suas características é fundamental. Por isso tenha em mente que eles apresentam sabores únicos, diferentes dos azeites mais tradicionais. Se mal aplicados, podem prejudicar o resultado. Mas quando bem utilizados, darão um toque muito especial às suas receitas.

 

Ficou curioso para provar estes azeites? Clique aqui e conheça nossos monovarietais.

Posts Relacionados

Comentar

Compartilhar