Maceió, terra das belas praias e do coco.

2017-05-02 17:43:56
Categorias: Regiões

Maceió, terra do coco

São 40 quilômetros de praias com água transparente e nuances que vão do verde claro ao azul turquesa, piscinas naturais e areia dourada, por estes atributos Maceió conquista os visitantes à primeira vista. 

Com uma das orlas mais belas do Brasil e povo hospitaleiro, a capital de Alagoas é famosa por seu litoral, mas não decepciona quanto aos quesitos história, cultura e gastronomia. Se somarmos a estas características a vida noturna agitada e o clima tropical, a cidade é um destino para ninguém colocar defeito.

Delícias regionais 

Às margens do oceano atlântico, está à disposição dos visitantes uma infinidade de restaurantes, com pratos que vão do nativo sururu à cozinha internacional. Mas o grande sucesso por lá é a culinária regional. 

Cheia de insumos típicos, quem visita a região precisa provar especialidades como o caldo de sururu (um molusco semelhante à ostra), à base de dendê e leite de coco, e receitas à base de frutos do mar, como peixes, camarões, siri e polvo.

Os doces são um atrativo à parte. Com o coqueiro ornamentando todo o litoral do estado, água de coco e pratos com a fruta são comuns e deliciosos. O mais famoso é a cocada que, feita com coco ralado, é típica do local. 

Outros quitutes que merecem ser apreciados são os bolos e doces de tabuleiros, produzidos em forno à lenha e embalados em folha de bananeira, como pé-de-moleque, bolo de milho e macaxeira e massa puba. As tapiocas, comuns em todo o nordeste, também não decepcionam em Maceió, e são feitas com mais de 30 recheios diferentes, sendo que a tradicional leva apenas a goma de tapioca e coco ralado.

Das praias urbanas às adjacentes

O grande diferencial da cidade é que para visitar belas praias não é preciso ir longe. No centro urbano, as areias de Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca são responsáveis por boa parte da fama de Maceió. 

Na primeira é possível fazer os tradicionais passeios de jangada até as piscinas naturais. Ponta Verde, com seus coqueiros à beiramar, é o cenário perfeito para relaxar, enquanto Jatiúca, com ondas mais fortes, é ideal para quem prefere um mar agitado. 

Mas não se prenda apenas à capital e dê chance aos passeios que exploram outras praias do estado. Ir à Praia do Francês e à Paripueira, com piscinas naturais de águas claríssimas, são programas imperdíveis. 

Na maré baixa, que dita o ritmo dos passeios, Maragogi e a Praia do Gunga (considerada uma das mais bonitas do Brasil) são imbatíveis e surpreendem pela beleza. Mas para aproveitar bem esses destinos, vale à pena reservar alguns dias especialmente para curtir ao máximo. 

Durante a noite, a orla destas três praias vira ponto de encontro de turistas e locais e o agito toma conta. Com venda de artesanato, quiosques e bons restaurantes, o calçadão vira o coração da cidade. As famosas tapioqueiras também ficam na região, e passear por lá durante a noite (ou dia) é uma boa oportunidade para provar um ou vários sabores.

História e cultura

Afastados da orla e mais perto do centro da cidade estão diversos pontos turísticos que retratam a tradição nordestina. São igrejas em estilos arquitetônicos que vão do barroco ao gótico, como a Catedral Metropolitana e a Igreja Bom Jesus dos Martírios. 

Também se destacam além dos museus Pierre Chalita, de arte sacra, e Théo Brandão, com obras populares. Para finalizar a imersão na cultura regional, o bairro histórico do Jaraguá, antiga zona boêmia, abriga diversas construções do século XIX, além de antigos casarões e armazéns.

Fontes:

http://www.feriasbrasil.com.br/al/maceio/ 

https://guia.melhoresdestinos.com.br/maceio-143-c.html# 

http://viagemeturismo.abril.com.br/cidades/maceio/ 

http://www.sedetur.al.gov.br/conhecendo-alagoas/alagoas-bom-demais/gastronomia 

http://www.guiamaceio.com/?lg=&pg=gastronomia 

Posts Relacionados

Comentar

Compartilhar