Saúde: caroços no corpo
17 de janeiro, 2013
Dicas

saúde-caroços-no-corpo

Sete em cada dez mulheres têm um caroço estranho em alguma região do corpo. Se você nunca teve, provavelmente terá. Mas não entre em pânico: a maior parte desses carocinhos é inofensiva.

São apenas cistos cheios de líquido, que podem variar sendo do tamanho de uma ervilha ou de uma ameixa; ou tumores benignos, que podem chegar ao tamanho de um limão. Mas lembre-se: é sempre importante consultar um médico, principalmente se o nódulo aumentar de tamanho, mudar de formato, trocar de cor ou começar a coçar, sangrar ou doer.

Quando aparecem no pescoço é devido ao inchaço dos gânglios linfáticos, nos quais as células de defesa do corpo se aglomeram e crescem quando há ataque de algum micróbio. Beba muita água nesses casos, e ele deve desaparecer em até uma semana. Caso o problema persista, procure um médico.

Se o caroço aparecer na região genital, próximo aos pelos, trata-se de uma glândula sebácea obstruída. Caso esteja mais próximo à vagina, pode ser um bloqueio das glândulas que lubrificam o canal para o ato sexual. Para eliminá-lo, basta fazer compressa ou tomar dois banhos quentes por dia, assim os poros se abrem e o corpo que está obstruindo o poro sai naturalmente.

Veja também: Abandone os tradicionais erros na alimentação.

Pressões repetidas na orelha, como segurar o telefone ou celular com muita força contra o ouvido, podem causar o aparecimento de pequenos nódulos. Um creme corticoide aplicado no local deve resolver o problema. Se não melhorar, um especialista pode aplicar uma injeção do mesmo produto no local.

Nas mãos e nos pés, os caroços costumam ser causados quando os ligamentos ou tendões inflamam pelo uso excessivo das articulações, e podem desaparecer em menos de um dia. Manter o membro imobilizado ou até mesmo a aplicação de uma injeção de corticoide deve resolver o problema.

O acúmulo de células de gordura sob a pele, conhecido como lipoma, pode fazer aparecerem nódulos nas costas, pernas, nos braços ou no couro cabeludo. Eles desaparecem tão rápido quando aparecem, mas tendem a ressurgir de tempos em tempos. Em caso de dor ou incômodo, um médico pode removê-los.

Fonte

Tags: ,

Comentários Facebook

Deixe seu comentário

Bem-vindo ao Blog da La Violatera

Aqui você vai encontrar mais informações sobre os produtos La Violetera, curiosidades e dicas de alimentação. Participe, comente e mande sugestões de assuntos que você gostaria de ver por aqui.